Blog

Exercício físico e envelhecimento: conheça os benefícios da atividade física para a saúde

Exercícios físicas ajudam a ter um envelhecimento saudável.
Atividades físicas previne problemas de saúde que podem aparecer nessa fase da vida.


Você já deve ter ouvido falar que exercício físico e envelhecimento saudável formam uma dupla indissociável.

Na verdade, independente da idade, manter um estilo de vida ativo é um grande acerto se você prioriza seu bem-estar físico e mental.

Contudo, à medida que chegamos à terceira idade, garantir que atividades físicas façam parte da rotina é ainda mais importante, pois trata-se da estratégia-chave para quem busca prevenir problemas de saúde que podem aparecer nessa etapa da vida.

Ainda não está convencido?

Então siga a leitura e conheça bons motivos para dizer adeus ao sedentarismo de uma vez por todas.

Exercício físico e envelhecimento: dicas iniciais

Antes de saber quais são os benefícios da prática de atividades físicas na terceira idade, é interessante que você esteja ciente de alguns pontos.

Primeiro: qualquer atividade física (mesmo que pouco frequente ou de curta duração) é melhor do que nenhuma.

Ou seja, você não precisa virar um maratonista para perceber ganhos significativos em sua qualidade de vida.

Claro, quanto mais assíduo e dedicado você for, mais os benefícios se mostrarão evidentes.

Mas, se você está sedentário há muito tempo, pode ser desafiador começar a caminhar todos os dias, por exemplo.

Então, entre não fazer nada e começar devagar, opte pela segunda alternativa.

Seguindo o exemplo que usamos acima, uma opção viável seria iniciar por caminhadas de meia hora, uma vez por semana. Pode ser suficiente para você se sentir mais animado e comprometido com a mudança.

Com o tempo — e percebendo como se sente bem com o novo hábito — você encontrará natural disposição para, gradualmente, aumentar essa frequência.

Segundo: converse com seu médico antes de fazer alterações em sua rotina.

Mesmo que exercício físico e envelhecimento saudável sejam uma combinação perfeita, é preciso saber quais atividades são recomendadas para você.

Algumas condições de saúde e o cuidado para evitar lesões musculares, ósseas e articulares são fatores que seu médico levará em conta ao indicar (ou descartar) certas modalidades de exercícios.

Leia também: Quando procurar um médico geriatra?

O aumento da atenção e da concentração é devido ao exercício físicos.
Exercícios físicos podem aumentar a atenção e a concentração.


Terceiro: opte por atividades físicas que você considera estimulantes.

Em outras palavras: busque atrelar a necessidade de se movimentar mais ao seu gosto pessoal.

Para algumas pessoas, por exemplo, frequentar aulas de dança representa a possibilidade de adicionar prazer e alegria à vida. Para outros, a ideia não é tão cativante assim…

Existe uma variedade de atividades que você pode realizar! Incluindo coisas bastante simples, como passear com seu animal de estimação ou brincar com seus netos. Portanto, não ouse dizer que você é sedentário porque nada te anima!

O fato de encontrar práticas com as quais você se identifica afasta, também, a probabilidade de você desistir das atividades.

Afinal, se a rotina de ir à academia te deixa entediado, não é nesse ambiente que você vai encontrar motivação para ser mais ativo.

Acredite, você se sentirá muito mais disposto — e desenvolverá disciplina com maior rapidez — ao priorizar escolhas compatíveis com suas preferências e interesses.

Exercício físico e envelhecimento: benefícios para a saúde física e mental

Depois de conhecer as principais recomendações para ter sucesso em uma rotina de exercícios, é hora de entender porque é tão positivo investir na mudança de hábitos.

Confira bons motivos para vencer a preguiça:

1. Exercícios físicos são ótimos para o cérebro

Você quer cuidar da saúde do cérebro e proteger a memória do envelhecimento? Então, definitivamente, você precisa incluir atividades físicas em seu dia a dia.

Além de beneficiar a memória, a prática regular de exercícios físicos promove:

  • Melhora na capacidade de aprendizado;
  • Estímulos à neuroplasticidade;
  • Aumento da atenção e concentração;
  • Agilidade de raciocínio;
  • Redução do risco de demências.

Leia também: Prevenção do Alzheimer: 5 maneiras de reduzir o risco da doença.

2. Movimentar o corpo combate a ansiedade, depressão e estresse

Exercícios físicos estimulam a liberação de neurotransmissores (como serotonina, noradrenalina e dopamina), responsáveis pela sensação de bem-estar e bom humor.

Claro, se você estiver enfrentando problemas de saúde mental (seja na terceira idade ou qualquer outro momento da vida), a prática regular de atividades físicas pode não ser suficiente para lidar com os transtornos.

Porém, a sugestão costuma fazer parte dos tratamentos indicados por psicólogos, psiquiatras e geriatras, uma vez que se mostra eficaz no combate aos sintomas de vários distúrbios.

Por outro lado, você sempre deve considerar a prevenção como a melhor escolha. Logo, ainda que não se sinta particularmente estressado, nervoso ou de mau humor, aposte em doses diárias de exercícios para manter sua boa disposição.

Brincar com os seus netos pode ter ser uma atividade estimulante
Busque atrelar a necessidade de se movimentar mais ao seu gosto pessoal, como exemplo brincar com os seus netos.


3. Exercícios físicos melhoram a qualidade do sono

O processo de envelhecimento causa impactos na quantidade e qualidade do sono de mais da metade dos adultos acima de 65 anos de idade.

Vários fatores podem influenciar nessa mudança de padrões e, nem sempre, a alteração se torna um problema.

Contudo, quando a pessoa se depara com episódios de insônia, sono agitado/interrompido ou sonolência diurna, por exemplo, é importante descobrir as causas e tomar providências.

Segundo estudo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que contou com 43.554 participantes, um dos principais vilões do sono é, justamente, o sedentarismo.

As autoras da pesquisa alertam que idosos sedentários têm 13% mais chances de ter problemas no sono.

Portanto, caso você venha notando que suas noites de sono não são tão revigorantes quanto costumavam ser, experimente se exercitar mais. A solução para o problema pode ser mais simples do que você imagina.

4. Atividades físicas favorecem a saúde do corpo

Se a relação entre exercício físico e envelhecimento saudável ainda não ficou suficientemente clara para você, prepare-se para uma enxurrada de argumentos.

Depois de conferir a lista de benefícios abaixo, é impossível que você fique indiferente.

Benefícios das atividades físicas para o seu corpo

  • Atua na perda ou controle de peso na terceira idade.
  • Ajuda a prevenir, retardar ou reduzir sintomas de condições crônicas de saúde, como diabetes, doenças cardíacas e câncer.
  • Fortalece os ossos e as articulações, também prevenindo a osteoporose.
  • Reduz o risco de AVC (acidente vascular cerebral).
  • Colabora para o controle da pressão arterial.
  • Melhora a flexibilidade e o equilíbrio.
  • Fortalece o sistema imunológico.
  • Aumenta a resistência e a força dos músculos.

Em resumo, se você quer envelhecer bem, mantendo sua vitalidade e autonomia, pare de adiar uma das decisões que mais vão te ajudar a conquistar esse objetivo. Deixe o sedentarismo para trás. Faça do exercício físico e envelhecimento saudável suas novas companhias.


Dra. Priscila Henriques Pisoli
Médica Geriatra | CRM 145368 | RQE 84315

Telefone: (11) 2368-0846
Celular e WhatsApp: (11) 97038-3560
Endereço: Rua Borges Lagoa, 1.070 Conj.53
Vila Clementino, São Paulo (SP).

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também