Blog

Médico Geriatra: Perguntas frequentes sobre Geriatria

Buscar conhecimento sobre o médico geriatra é cuidar da sua saúde na fase do envelhecimento.


Afinal, quando procurar um médico geriatra? Existe uma idade certa para começar a contar com os cuidados desse tipo de especialista? Ou a busca pelo profissional deve estar atrelada a uma condição de saúde específica?

Tais dúvidas são mais comuns do que você imagina.

Até porque a geriatria é um ramo da medicina relativamente recente — que tem se desenvolvido, justamente, em função do aumento da expectativa de vida da população.

Em outras palavras: estamos vivendo mais! E o papel do médico geriatra é nos acompanhar no processo de envelhecimento, prevenindo e gerenciando problemas decorrentes da idade.

Na verdade, mais do que isso: a medicina geriátrica visa promover a longevidade saudável, garantindo que possamos desfrutar da terceira idade com a melhor qualidade de vida possível.

Então, será que você deveria considerar marcar uma consulta com geriatra na fase da vida que está vivendo? Ou seria interessante recomendar o profissional para uma pessoa próxima?

Para ajudá-lo em sua decisão, listamos perguntas frequentes sobre a atuação do médico geriatra e buscamos trazer todos os esclarecimentos necessários.

Confira as informações abaixo — e, se você tiver mais perguntas, escreva suas dúvidas no campo dos comentários (no final do texto).

POR QUE É IMPORTANTE CONSULTAR UM GERIATRA?

O principal benefício de consultar um médico geriatra é contar com seu conhecimento especializado, cujo foco é a saúde na terceira idade.

Afinal, conforme envelhecemos, nossos corpos e necessidades se modificam. Logo, avaliações e tratamentos também devem ser adaptados.

Sendo assim, é importante obter diagnósticos e orientações de um médico que saiba reconhecer as especificidades da terceira idade. E, nesse caso, o geriatra é o profissional indicado.

Para entendermos a atuação do especialista de forma ainda mais clara, podemos contar com a explicação da médica geriatra Priscila Pisoli:

“O médico geriatra não é responsável por uma área específica tradicional da medicina, mas sim por uma fase de vida. Isso engloba a necessidade de um cuidado integrativo, abordando todos os aspectos da vida do indivíduo (suporte social, aspectos psíquicos, preferências, crenças, entre outros).

Mas o geriatra também pode ser o centralizador dos cuidados. Nesse caso, assim como o maestro de uma orquestra, o geriatra irá organizar os cuidados com outras especialidades — garantindo que sejam cuidados harmônicos e proporcionais.

Além dessa visão macro e total do geriatra, optar por esse especialista pode te trazer mais tranquilidade e segurança, já que ele pode ser seu médico de referência — um médico que vai te conhecer bem e, por conta disso, ter a capacidade de detectar alterações sutis que poderiam passar despercebidas em outro contexto.”

COMO É A CONSULTA COM MÉDICO GERIATRA?

O médico geriatra está capacitado a fazer uma avaliação global de seus pacientes. Ou seja, ele não analisa apenas um órgão ou um problema de saúde específico, mas tudo o que diz respeito à qualidade de vida do idoso.

Vale acrescentar que, em suas consultas, ele observa tanto aspectos físicos quanto psicológicos do paciente. Afinal, muitas vezes esses aspectos se afetam mutuamente.

De modo geral, além de entender o motivo que levou a pessoa a procurar pelo médico, na primeira consulta o geriatra costuma solicitar:

  • exames;
  • informações sobre o histórico de doenças na família;
  • listagem de medicamentos dos quais o paciente faz uso;
  • descrições relativas ao estilo de vida.

A partir desses dados, o geriatra pode oferecer diagnósticos, propor tratamentos ou fazer recomendações que oportunizem um dia a dia mais funcional, confortável e prazeroso para o paciente.

Como as consultas com geriatra são bastante detalhadas, costumam ser mais longas que as consultas com outros médicos.

Também é comum que familiares e cuidadores acompanhem o idoso. Dessa forma, podem auxiliar o paciente tanto na descrição dos problemas observados quanto na adoção de cuidados sugeridos pelo médico.


Consultar um médico geriatra ajuda a prevenir problemas de saúde e a ter uma vida mais saudável no processo de envelhecimento.

QUAL A MELHOR IDADE PARA IR AO GERIATRA?

Embora possamos pensar na terceira idade a partir dos 60 anos, a primeira consulta com o geriatra pode ocorrer muito antes disso. Adultos na faixa dos 40 anos, por exemplo, podem se beneficiar ao procurar pelo especialista visando orientações preventivas.

Ou seja, se estivermos interessados em obter a máxima qualidade de vida no processo de envelhecimento, uma visita ao geriatra pode ser muito bem-vinda, ainda que não sejamos — ou que não nos vejamos — idosos.

QUANDO CONSULTAR UM MÉDICO GERIATRA?

Na pergunta acima, destacamos a ideia de que a prevenção quanto a problemas de saúde que podem aparecer durante o processo de envelhecimento é um dos motivos que levam as pessoas a buscar um médico geriatra.

Porém, essa condição, certamente, não é a única razão para considerar o acompanhamento geriátrico.

Há circunstâncias em que a procura pelo especialista não deve ser adiada. E são elas que vamos pontuar a seguir.

MOTIVOS PARA PROCURAR UM MÉDICO GERIATRA

  • Quedas frequentes;
  • Sensação de cansaço excessivo;
  • Dificuldades para realizar movimentos;
  • Tremores;
  • Perda de peso sem razão aparente;
  • Fraqueza muscular;
  • Osteoporose;
  • Incontinência urinária;
  • Necessidade de gerenciar vários medicamentos, para diferentes condições de saúde.
  • Sintomas associados à depressão (tristeza, apatia e desinteresse por atividades do dia a dia, por exemplo);
  • Problemas de memória;
  • Confusão mental;
  • Doenças cardiovasculares.

Médicos geriatras também podem ser consultados quando o idoso tem alguma doença incurável, a fim de que possa instruir sobre cuidados paliativos.

QUAIS AS FUNÇÕES DO MÉDICO GERIATRA?

As principais funções e competências do médico geriatra são:

  • Observar aspectos da saúde física e mental de seus pacientes, realizando exames, diagnósticos e indicações de tratamentos específicos para a terceira idade.
  • Atuar em conjunto com especialistas de outras áreas de saúde, garantindo que os cuidados conferidos ao paciente se complementem de forma oportuna.
  • Fornecer aconselhamento especializado e propor planos de cuidados que viabilizem bem-estar e qualidade de vida ao idoso;
  • Revisar, gerenciar e monitorar uso de medicamentos, com objetivo de evitar interações que resultem em efeitos colaterais indesejados;
  • Orientar familiares e cuidadores;
  • Prestar assistência quanto aos cuidados paliativos diante de enfermidades irreversíveis.

Em resumo, a função do médico geriatra é maximizar o bem-estar do paciente no processo de envelhecimento, indicando os melhores recursos e tratamentos disponíveis.


Lembre-se: o campo dos comentários, logo abaixo, está disponível para você fazer outras perguntas ou solicitar mais informações sobre algum dos pontos que abordamos aqui.

Fique à vontade para se comunicar conosco!




Dra. Priscila Henriques Pisoli
Médica Geriatra | CRM 145368 | RQE 84315

Telefone: (11) 2368-0846
Celular e WhatsApp: (11) 97038-3560
Endereço: Rua Borges Lagoa, 1.070 Conj.53
Vila Clementino, São Paulo (SP).

Compartilhe

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também