Blog

Dicas de cuidados com a pele na terceira idade

Cuidados com a pele na terceira idade
Veja algumas dicas de cuidado com a pele na terceira idade.

À medida que envelhecemos, nossa pele passa por alterações. E, quando chegamos à terceira idade, podemos notar que ela se torna mais fina, frágil, sensível e com maior tendência ao ressecamento.

Tais características fazem com que a pele da pessoa idosa se mostre mais suscetível a cortes, hematomas e inchaços, além de levar mais tempo para cicatrizar.

Porém, é possível tomar alguns cuidados para impedir que essas condições se agravem.

Então, que tal aprender algumas dicas para garantir a saúde do maior órgão do seu corpo?

Confira a rotina de cuidados com a pele na terceira idade que indicamos para você!


1. Cuidados com a pele na terceira idade devem incluir o uso diário de hidratantes

A pele se mantém lubrificada e macia em função dos óleos naturais que nossas glândulas sebáceas produzem. Contudo, na terceira idade, a produção desses óleos diminui, resultando no ressecamento da pele.

Com a pele seca, aparece outro sintoma comum do envelhecimento: a coceira.

Além de incômoda, como a pele também é mais fina, a coceira tende a ocasionar lesões e sangramentos — o que, por sua vez, pode gerar infecções.

Para evitar esse tipo de problema, há uma série de cuidados que você pode adotar. Dentre eles, o uso regrado de hidratantes (tanto faciais quanto corporais) se destaca como medida imprescindível.

No entanto, como a pele na terceira idade tem suas especificidades, é importante escolher o hidratante certo.

Prefira fórmulas sem perfume e cremes mais densos, que têm maior poder de reter a umidade, quando comparados a géis e séruns, por exemplo.


2. Adaptações na hora do banho também fazem a diferença

Considerando que, na terceira idade, a pele é mais fina e delicada, é possível que você precise alterar alguns de seus hábitos e escolhas na hora do banho.

Substituir o sabonete comum (que, geralmente, faz uma limpeza muito agressiva) por produtos de limpeza suave (tais como os sabonetes para bebês ou os específicos para pele seca) é um bom começo.

Outra mudança diz respeito à temperatura da água. Se você está acostumado a tomar banhos muito quentes, é aconselhável que ajuste o chuveiro para temperaturas mais amenas. Se necessário, reduza a temperatura aos poucos, até se sentir confortável com a água morna.

Banhos demorados também prejudicam a pele na terceira idade. Portanto, abrevie seu tempo embaixo do chuveiro.

Óleos de banho podem parecer práticos, pois contribuem para a hidratação. Porém, quando enxaguados, eles tendem a deixar o piso escorregadio, aumentando o risco de queda. Sendo assim, prefira excluí-los da rotina.


Leia também: Etarismo: frases e exemplos do preconceito relacionado à idade.


Beber agua ajuda no hidratação da pele
É necessário manter o organismo hidratado para que a pele também fique hidratada.


3. Garantir proteção solar é fundamental

Os cuidados com a pele na terceira idade não demandam uma infinidade de produtos. Você pode seguir uma rotina simples e enxuta e, ainda assim, obter grandes benefícios.

Já falamos sobre dois passos essenciais — a higienização e a hidratação. Para complementar a lista, é preciso adicionar apenas mais uma etapa: a proteção.

O filtro solar é seu aliado na prevenção de queimaduras, ressecamento, manchas e cânceres de pele devido à exposição ao sol.

Certamente, o uso de protetor solar (com FPS 30 ou mais) não é uma recomendação exclusiva aos idosos.

Porém, lembre-se de que, dada a fragilidade da pele, os danos ocasionados pelo sol podem ser ainda mais nocivos nessa fase da vida.

Logo, redobre seus cuidados.

Além do filtro solar, procure usar roupas que cubram o máximo do corpo quando você estiver ao ar livre. Camisetas de manga longa, saias e calças compridas são boas opções. Peças confeccionadas em tecidos leves permitem que você se sinta confortável, mesmo nas estações mais quentes.

Também não abra mão de chapéus — que ajudam a proteger a pele do rosto, pescoço e couro cabeludo — e de óculos escuros, sempre que se expor ao sol.


Leia também: Exercício físico e envelhecimento: conheça os benefícios da atividade física para a saúde.



4. Beba bastante água durante o dia

A saúde e a aparência da pele na terceira idade dependem, também, da ingestão diária de água.

É preciso manter o organismo hidratado para que a pele fique hidratada! Ou seja, de nada adianta caprichar no hidratante quando você está desidratado.

Além disso, beber bastante água facilita a eliminação de toxinas que contribuem para o envelhecimento da pele.

Para obter os benefícios dessa dica, procure ingerir cerca de 2 litros de água por dia. Mas, cuidado! Não é para beber 2 litros de uma vez. O ideal é que você mantenha uma pequena garrafa de água (squeeze) sempre ao seu alcance e, no transcorrer do dia, beba quantidades moderadas.


Leia também: Como envelhecer bem: práticas que fazem a diferença.



5. Converse com seu médico sobre suas preocupações com a pele

A pele é um órgão do corpo que, como todos os demais, pode trazer problemas quando seu cuidado é negligenciado.

Porém, aspectos incômodos ou alterações na pele também podem denunciar outras condições de saúde, como deficiências nutricionais, diabetes e doença renal.

Portanto, sempre comunique ao seu médico qualquer desconforto que esteja sentindo, incluindo:

  • coceira;
  • erupções cutâneas;
  • demora na cicatrização;
  • manchas de pele;
  • aparecimento de novas “pintas” no corpo (ou mudanças naquelas que já existiam);
  • escaras;
  • hematomas, inchaços e lesões.

Leia também: Por que é importante consultar um médico geriatra?


E você, tem alguma dica de cuidados com a pele na terceira idade para compartilhar conosco? Deixe-nos saber nos comentários!


Dra. Priscila Henriques Pisoli
Médica Geriatra | CRM 145368 | RQE 84315

Telefone: (11) 2368-0846
Celular e WhatsApp: (11) 97038-3560
Endereço: Rua Borges Lagoa, 1.070 Conj.53
Vila Clementino, São Paulo (SP).

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira também